08
mar

2018

Projeto Felinos do Aguaí, apoiado pelas Empresas Rio Deserto, é destaque no 1º Prêmio Nacional Educação Ambiental em Ação

TAGS:

Felinos do Aguaí

O projeto de conservação ambiental Instituto Felinos do Aguaí, desenvolvido em parceria com as Empresas Rio Deserto, foi considerado destaque no 1º Prêmio Nacional Educação Ambiental em Ação. O case, com o título “Pesquisando para Educar” será publicado na 63ª edição da revista Educação Ambiental em Ação, que será lançada na segunda quinzena deste mês de março.

O 1º Prêmio Nacional Educação Ambiental em Ação se configura pela seleção de atividades e ações práticas relevantes de Educação Ambiental que foram e/ou estão sendo desenvolvidas e aplicadas em estabelecimentos de ensino público ou privados, de todo o Brasil, em todos os níveis de ensino. O objetivo é compartilhar práticas de Educação Ambiental de diferentes modalidades.

A bióloga e coordenadora do projeto, Michele Ribeiro Luiz, destaca a gratificação em receber o título. “O prêmio demonstra que estamos trabalhando na direção certa e confirma que a soma de esforços reflete em mudanças significativas em prol do meio ambiente. Estamos ainda mais motivados para seguir adiante”, sublinha.

Segundo um dos administradores das Empresas Rio Deserto, Valcir José Zanette, a conquista é resultado do excelente trabalho que vem sendo realizado. “Trata-se de um reconhecimento muito importante às atividades do Instituto Felinos do Aguaí. Estamos muito felizes em apoiar este projeto e em acompanhar as ações desenvolvidas. Vamos continuar auxiliando no que for possível”, disse.

 

Felinos do Aguaí

O projeto Instituto Felinos do Aguaí existe desde 2006 e é voltado à defesa do meio ambiente na região carbonífera sul catarinense, com ênfase para a conservação de áreas protegidas, fundamentais para a proteção de felinos silvestres. O projeto já foi premiado outras cinco vezes: Em 2016, recebeu o Prêmio Ser Humano SC. Em 2009, o projeto foi condecorado com o prêmio nacional Von Martius de Sustentabilidade e com o prêmio catarinense Fritz Müller. Em 2010, as ações foram reconhecidas pela ADVB/SC. Em 2011, por sua vez, o projeto foi premiado na 18ª edição do Prêmio Expressão de Ecologia, considerada a maior premiação ambiental da região sul do Brasil.

Atualmente, a Reserva Biológica Estadual do Aguaí compreende uma área de quase 8 mil hectares, e está localizada em território nos municípios de Treviso, Siderópolis, Nova Veneza, Morro Grande e também confronta-se com o município de Bom Jardim da Serra.

TAGS:

fb-like
fb-share