07
ago

2018

Resultados do Gran Protect GP Plus, da MPB, são apresentados em evento no RS

TAGS:

Agronegócio_RD

Com o objetivo de apresentar os resultados da safra 2017/2018, obtidos com o apoio do produto Gran Protect GP Plus, da Mineração e Pesquisa Brasileira Ltda., do grupo Empresas Rio Deserto, os engenheiros agrônomos Anderson Kolb Schafascheck e Claudemir Zuchinalli Junior, e o gerente comercial Alexandre Bristot Borges, realizaram evento no estado do Rio Grande do Sul, nos dias 17, 18 e 19 de julho. O intuito foi preparar o time comercial da Agrofel Grãos e Insumos para uma nova safra.

No encontro, destaque para a palestra ministrada pelo Doutor Mário Lúcio Vilela de Resende, professor da Universidade Federal de Lavras, localizada no estado de Minas Gerais. O especialista é considerado um dos mais conhecidos do Brasil em se tratando do tema “Indução de resistência em plantas”. Durante os dias do evento, os colaboradores das Empresas Rio Deserto também ressaltaram o histórico da organização e, em especial, a atenção ao agronegócio, com ênfase para a estratégia técnica/comercial para a próxima safra.

O gerente comercial, Alexandre Bristot Borges, destaca a importância de oferecer conhecimento técnico, contribuindo com a argumentação do time de vendas da Agrofel. “O fato de o ministrante da palestra, Doutor Mário Lúcio Vilela de Resende, ser filho de produtor rural e também ser produtor, foi um ponto muito positivo, principalmente em se tratando de linguagem para com o público-alvo, facilitando a assimilação do conteúdo pelos consultores de venda”, explica.

Segundo o engenheiro agrônomo, Claudemir Zuchinalli Junior, os consultores da Agrofel se mostraram motivados para uma nova safra. “Alguns frisaram a importância de eventos como os treinamentos e agradeceram a oportunidade de compreender mais sobre a indução de resistência em plantas, um tema que ainda gera muitas dúvidas, principalmente por parte dos agricultores”, sublinha. Conforme ele, a divulgação de resultados de pesquisas bem como os treinamentos técnicos fazem parte da rotina de empresas ligadas ao agronegócio nacional. “Devido à grande necessidade por novidades e por se tratar de um segmento extremamente dinâmico, a procura por aperfeiçoamento técnico e comercial é constante”, finaliza.

TAGS:

fb-like
fb-share